30 de maio de 2006

dor

"Não percas nunca a capacidade de sentir dor", escreveu, ao oferecer-me este livro, em 1999.

Desculpe-me, pai, mas não estou a consegui-lo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Nice colors. Keep up the good work. thnx!
»

Anónimo disse...

I find some information here.