14 de junho de 2007

d)

- É para ti.

Com aquele sotaque arrevesado que confesso ao princípio me fazia confusão, umas bocas lá na associação entre os ases de trunfo

- Quem é a partir?

Mais para me fazer homem do que na verdade, porque passados uns tempos até

- O rapaz é atinado, deixem-no lá.

Longe de imaginar que depois um dia atrás do balcão com o sotaque arrevesado

- É para ti.

E eu antes de atender ainda

- Três canecas para a quatro

apontando no bloco ao pé da caixa registadora e só depois

- Estou?

1 comentário:

cb disse...

Estou? Sim, sou eu.